Projeto de Vida

Projeto de Vida

A esta altura do ‘Retiro’, é importante lançar um olhar para o caminho trilhado, tomar a própria vida nas mãos, para poder prosseguir com mais entusiasmo e segurança.

Propomos-lhe fazer um Projeto de Vida, levando em consideração tudo o que descobriu e sentiu ser a Vontade de Deus até agora.

Podem ajudá-lo as seguintes orientações:

– Trace o seu retrato real, perguntando-se: “quem sou eu?”

. descreva os seus valores, ou seja, o que realmente considera central e importante na vida, o que vale a pena;

. descreva os seus contravalores, ou seja, o que você realmente vive e pratica, mas que no fundo, não está de acordo com isso; são antes, obstáculos que você gostaria de superar;

. quais são suas motivações profundas, que o levam a buscar os valores?

– Trace, agora, o seu retrato ideal, ou seja, “Deus chama você para ser quem?”

. quais os principais apelos, desejos que experimentou como vindos do Espírito, ao longo do caminho percorrido até agora?

. quê textos ou passagens das Escrituras mais o marcaram?

. quê dimensões do mistério de Cristo mais impressionaram você?

. quais as figuras bíblicas com quem você mais se identificou?

– Compare, agora, o retrato real com o retrato ideal.

. certifique as concordâncias e as discrepâncias;

. faça um levantamento dos pontos prioritários a serem atacados para reduzir as discrepâncias.

Projeto de Vida: retrato ideal como meta. Como tornar-se o que Deus quer?

Tome o esquema das quatro relações: com Deus, consigo, com os outros, com as coisas.

Metas:

– Na relação com Deus: que apelos experimentou no sentido de vida e comunhão trinitária, a filiação divina, o seguimento e a intimidade com Jesus, a docilidade ao Espírito? Como deve ser sua vida de oração? sua prática sacramental? etc…

– Na relação consigo: que apelos experimentou no sentido do esvaziamento de si, do orgulho e auto suficiência, da pobreza do ser, do empenho na integração afetiva? etc…

– Na relação com os outros: apelos na linha da vida fraterna e comunitária, do serviço do Reino, da missão, dos pobres e marginalizados, etc…

– Na relação com as coisas: apelos para a simplicidade de vida, relativização das coisas, proteção da vida, partilha, etc…

Meios:

Descubra, agora, alguns meios bem concretos que o ajudarão a viver este projeto.

Especifique meios nas quatro relações.

Alguns meios dependerão de você, como por exemplo, a revisão diária, mensal, etc…

Outros, de outras pessoas, como por exemplo, a orientação espiritual, etc…

Palavra-Vida:

Escolha uma frase curta, da Bíblia, que represente o núcleo mais profundo do seu projeto.

– Faça uma oração pedindo ao Espírito Santo que dê vida a este projeto, e, também, que lhe conceda a audácia dos santos.


%d blogueiros gostam disto: